Ainda sobre a vida fora da casa dos pais.

Fico me perguntando como é possível que nunca tenham cortado a luz na casa da minha mãe.
Eu e meu marido estávamos prontos para sair de casa hoje de manhã para ir para as nossas respectivas aulas do doutorado (ele na física e eu na filosofia), quando o interfone toca. Depois de desligar, meu marido começa a rondar pela casa tirando as coisas da tomada e me diz que o porteiro é quem havia interfonado para avisar que iam desligar a luz. Ok, pensei. Ótimo. Deve ser algo necessário para ver aquela questão do vazamento da semana passada (escrevi sobre um vazamento bizarro que ocorreu no meu prédio ¡na semana passada! neste texto). Que bom que estão consertando aquele negócio.
Quando chegamos na portaria, a grande surpresa: “Olha aí! Vieram cortar sua luz”! “Como assim, amigo?! Cortar a minha luz”? “Sim. Tem uma conta em atraso, senhor”. Nossa! Que desgraça!
De fato, o diabo da conta de fevereiro não foi entregue (sabe lá Deus o porquê. Nós achamos as contas de janeiro e março lá em casa, mas a de fevereiro mão estava em lugar nenhum. Concluímos que ela não foi entregue, pois as outras contas, inclusive as do ano passado, estão todas lá na pastinha).
Enfim, pagamos a conta imediatamente. “Oh, seu moço, tá aqui o comprovante, oh, do pagamento, o senhor não pode, então, deixar a luz ligada, não”? “Pode não, senhora, desculpe, a gente vai desligar e a senhora liga para lá e pede para religar”. Puta que pariu, moço, sério isso?
Até o porteiro se estressou. Parece que ele tem uma casa lá em Campo Grande que não tem luz. Para resolver o problema ele teve que mandar botar poste e cumprir mais um monte de exigências e a empresa de energia já está com a visita atrasada para ir lá e realizar a ligação há mais de vinte dias. “Quer dizer que para vir aqui cortar a luz vocês vem, mas lá ligar a minha cadê que alguém vai? Cadê que a empresa manda alguém”? E aí o porteiro falou para os caras que eles não iam desligar nada… e o cara ameaçou cortar a luz do prédio inteiro… e o porteiro ficou irado e foi lá fora tirar foto da placa do carro dos caras… e o maluco foi correndo atrás para tampar a placa. Foi um “pega pra capá”.
Enfim, estamos sem luz porque esquecemos de pagar a conta. Repito: como é possível que minha minha mãe nunca tenha esquecido, pelo menos não assim tão completamente, de pagar a conta de luz?
Mas não tem problema não. Cá estamos nós, estou agora em um quarto de hotel, com hidromassagem e sauna, comendo e relaxando.
Se fudeu, Light! O que vem de baixo não me atinge! Quis me sacanear?! Pois eu estou aqui de camarote curtindo a vida!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s