Como amar e se sentir amado?

Não é todo dia que a gente tem oportunidade de pular na frente do tiro, ou do caminhão, ou se jogar de um avião pela pessoa que a gente ama. A maioria dos dias é comum e sem grandes aventuras. A maioria das vidas não é um romance de Hollywood. E parece que temos dificuldades em amar em escala cotidiana. Nesses dias comuns, dos pequenos e não dos grandes feitos, como fazemos para demonstrar amor e para nos sentirmos amados?
…Loucura insana…
Ele liga de cinco em cinco minutos, a outra segue o rapaz, aquela mãe não dorme enquanto o filho não chega, o outro briga com a namorada todo dia.
Se acreditarmos que não existe amor por trás dessas burrices que fazemos tentando precisamente demostrar o amor que afirmamos sentir, estaríamos perdidos. Somos todos capazes de amar, mas temos uma escassez de demonstrações positivas de amor. O amor vem em códigos e tem que ser decifrado. Ele vem disfarçado pela ansiedade, insegurança, pelas tristezas e mágoas.
Tanto nós que tentamos demonstrar o amor que sentimos, quanto nós que precisamos decifrar o amor do outro, sofremos.
Existe uma forma de amar que dói menos? Sim. Ela começa com o amor que sentimos por nós mesmos. E depois, vem a expressão do amor que sentimos pelo outro e a certeza do amor correspondido (seja amor romântico, familiar ou dos amigos).
Precisamos é de coragem para mudar as atitudes negativas em nós mesmos. E depois ver a mudança acontecer no outro (se não acontecer, você está com a pessoa errada. Parte importante desse processo é entender que nem todo mundo nos ama e que não precisamos dessas pessoas para sermos felizes).
Mas sabe o que eu quero dizer desde o começo com esse texto? Uma mensagem que de tão simples é complexa? Precisamos mesmo é de entender que o amor está nas pequenas atitudes de amor; em primeiro lugar e acima de tudo, o amor está nos gestos e nas palavras de amor. Loucura, como eu disse acima? Sim. Porque nós tendemos a achar que o amor está mas atitudes de preocupação, ciúmes, controle etc. Mas é simples assim: o amor está nas atitudes de amor. Tem amor nessas outras atitudes? Pode até ter. Mas não em primeiro lugar. Naquelas atitudes está, antes do amor, o medo de amar.
Como amar e se sentir amado, então? Tendo atitudes de amor.
No lugar de ligar dez vezes, dê um beijo quando seu amor chegar em casa.
No lugar de brigar todo dia, agradeça pela presença da pessoa em sua vida.
No lugar de ficar acordada esperando o outro chegar, acordem cedo e tomem um bom café da manhã juntos.
No lugar de seguir o outro, rceba-o com um elogio e um sorriso quando chegar em casa.
No lugar de criticar o tempo todo, dê valor às pequenas conquistas.
Comemore cada momento feliz.
Nada disso elimina o negativo, isso não existe, mas faz você viver também o que tem de positivo no relacionamento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s