O mundo fora da casa dos pais. 

Sair da casa dos pais significa o fim da ilusão de que as coisas funcionam.
Desde que eu fui morar com meu marido, a gente já teve incontáveis chuveiros queimados, dois vazamentos, uma chave que quebrou na fechadura e nos deixou trancados do lado de fora num domingo à noite, um vizinho que não tomava as providências necessárias para o ar dele parar de pingar dentro da minha casa e a mais recente novidade: o vizinho do nono andar está incomunicável e está vazando uma cachoeira do apartamento dele até o térreo. Sim. A água está passando pelo chão!!! Me desculpe, mas puta que pariu!!! A á-gua es-tá pas-san-do pe-lo CHÃO!!! Isso é muito assustador. Eu estou com medo do prédio desabar durante a noite. Sem brincadeira, o barulho da água descendo parece o de um córrego. Eu escuto aqui da minha casa porque esta catástrofe está acontecendo na minha coluna. Eu ainda estou sem água. Como pode? Quando eu morava com a minha mãe, o mundo funcionava melhor. Meu marido, principalmente, que nunca nem teve que tirar pó dos móveis ou lavar o banheiro nos fins de semana, sente muito o absurdo dessa situação. Me diz como é que o mundo não explodiu ainda?!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s