O post do dia primeiro. 

Fazer a série dos pés foi divertido. Eu ainda estou digerindo a experiência inclusive.
Como este Blog é, acima de tudo, um lugar de experimentação, já estou pensando nos projetos que vão povoá-lo em 2018.
Viramos o ano…
Lá em setembro de 2017 eu não me imaginava no finalzinho do dia primeiro de janeiro de 2018 escrevendo mais um post no Blog, rumo aos quatro meses de publicações diárias. O hábito de escrita está criado.
Já estou pensando nos próximos hábitos que eu quero desenvolver neste novo ano. Pensei em algumas coisas…
1- Continuar escrevendo todos os dias, pelo menos até o dia 13 de setembro, como eu havia estabelecido. Depois eu decido se continuo escrevendo diariamente no Blog ou não. Estou bem confiante de que vou conseguir cumprir este objetivo. A esta altura do campeonato, só algum imprevisto infeliz vai me impedir (como ser assaltada de noite sem ter postado ainda e não conseguir chegar em casa a tempo de escrever e postar o texto antes do dia virar, mas vamos torcer para que isso não aconteça).
2- Ler, pelo menos, duas páginas todo dia. Eu amo ler, mas eu não tenho o hábito da leitura. De vez em quando eu sou dominada pela vontade de ler e acabo um livro em um ou dois dias, outras vezes eu passo uma semana sem ler. Essa é uma coisa que eu gostaria de mexer, sabe? Uma experimentação. Eu não tenho muitos comportamentos habituais ou rotineiros (não conscientemente, pelo menos) e estou querendo desenvolver alguns. Um ótimo é este: ler, pelo menos duas páginas todos os dias. Podem ser mais de duas claro, mas não menos. Não vou colocar nenhuma condição ou restrição: qualquer tema ou área (literária ou acadêmica), qualquer hora, qualquer formato (digital ou impresso etc.).
3- Continuar com a minha rotina de exercícios e incrementá-la. Eu fiz poledance e dança do ventre, cada dança uma vez por semana, o ano passado quase inteiro. Esse ano eu vou continuar com o poledance, mas eu não estou muito satisfeita com o local onde eu estava fazendo dança do ventre, então talvez eu mude esta atividade. Estou pensando em substituí-la pela natação por enquanto. O meu objetivo é fazer exercícios três vezes por semana.
Essas as áreas que eu vou mexer primeiro, pois são acho que elas são meio basais na minha vida. Elas têm grande influência na maneira como eu me sinto em relação a mim mesma.
Já tem outras coisas que eu estou avaliando também. Mas falamos disso mais para frente.
Até porque a minha preocupação em relação às metas e o meu comprometimento com elas não tem nada a ver com o ano novo. O ano novo é sim um bom marco para começar novas atividades ou abandonar hábitos ruins, mas é só uma data simbólica, nada mais. Eu posso colocar as minhas metas em prática a qualquer momento.
A leitura das duas páginas, por exemplo, era uma meta de ano novo, mas eu fiquei empolgada e comecei logo dia 31 de dezembro de 2017!
Como eu falei, metas exigem planejamento. Eu já vinha pensando nesses três objetivos que eu descrevi nesse post há um tempo.
Quando eu decidi colocar a meta do blog em prática, por exemplo, eu já havia me reaproximado da escrita um ano antes.
Quanto a leitura, eu fiz várias experimentações e consultas antes de tomar uma decisão. Eu cronometrei o tempo que eu levo para ler uma página de um livro de literatura e uma página de um livro acadêmico (cheguei a uma média: dois minutos e dez segundos para ler uma página de livro acadêmico e um minuto e meio para um livro de literatura). Comecei a observar qual era meu momento preferido para ler (que é na cama de noite ou em algum café). Pedi opinião para meu marido e uns amigos sobre quanto eles achavam que era razoável ler por dia. Enfim. Fiquei uns três meses experimentando e me decidi pelo esquema que eu já expliquei de duas paginazinhas até porque, eu já falei isso em outros textos, é melhor começar pequeno e ser bem sucedido do que grande e falhar. Quando eu achar que dá para aumentar o número se páginas, farei isso.
Enfim, 2018 começou muito bem, mas eu não sou supersticiosa então isso não quer dizer muita coisa. Apenas que hoje foi um bom dia, e eu sou gata por isso, e que temos muito trabalho pela frente para que possamos construir mais bons dias como esse!

E você está precisando do que para ter mais bons dias? 

2 comentários em “O post do dia primeiro. 

  1. Texto quase auto-biográfico. Como sou um desvirtuado, deixo alguma frases que podem lhe deixar extremamente animada ou extremamente desanimada:

    “Não deixe para hoje o que pode ser feito amanhã”
    – Mark Twain

    “O para sempre começa agora”
    – Eu pensei nesta frase e não vi ninguém usando (até busquei na internet, então)
    – Eu

    “A única forma de se livrar de uma tentação é se agarrar a ela”
    – Oscar Wilde

    Enfim, dicas de um burguês descompromissado com a vida para uma amiga que muito invejo pela disciplina e pela organização! Querendo um dia imitá-la!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s