Pregação no metrô.

Eu não consigo deixar de prestar atenção quando tem alguém pregando na rua.
Lembro de um cara pregando no ônibus, certa vez, que falou sobre a aposta de Pascal.
Pascal afirmou que se você tivesse que apostar na existência ou não de Deus, valeria a pena, sem dúvida, apostar na existência da deidade. Se, no fim das contas, Deus não existisse, você não perderia nada; se, por outro lado, ele existisse, você estaria salvo. Eu não acho que vale a pena fazer essa aposta e posso explicar no futuro o porquê.
Ainda teve outra ocasião em que uma mulher me parou na rua querendo falar comigo sobre a religião dela e eu disse que não tinha interesse e fui andando. Eu consegui ainda ouvir ela falando para uma outra mulher que a acompanhava: “Essa aí não tem Deus no coração não. Está perdida”. E é isso! As pregações de rua são sempre bastante bizarras e violentas, como o comentário dessa mulher.
A do texto de hoje é baseada numa pregação que ouvi ontem no metrô, de um senhor idoso (que devia ter dinheiro para ficar pagando passagem de metrô para pregar, por que a passagem está cara).

****************

Eu não tô apontando o dedo para ninguém não, tá, gente?
Eu tô só falando que ele foi chicotado, espancado, cuspido, ele carregou aquela Cruz pesada lá, colocaram a coroa de espinhos lá na cabeça dele, o sangue dele minou, escorreu, encharcou a terra. Tudo por você! (Apontando o dedo para as pessoas ao redor). Por você… Por mim…. Não sou eu que estou falando isso, botando o dedo na sua cara não, tá na Bíblia.
A aflição vem aí, a dor vem aí! E vai ser triste…. Você tá rindo aí, agora, em um minuto, em um segundo, você pode estar chorando.
Deus disse, Jonas, vai lá pregar que as pessoas estão precisando! É por isso que eu tô aqui hoje. Para você ouvir a palavra de Deus hoje porque ele vai voltar! Jesus vai vir nas nuvens e todo olho verá! Você sabe o que quer dizer isso? Todo olho verá!
Deus, Jesus está de braços abertos! É só você querer.
Eu sei que muita gente não gosta de ouvir, pessoal, mas o final tá chegando e vai ser triste.
Deus não se agrada de nós mortos não. Tem que ouvir agora. Não é quando cair. Aí tá sofrendo, tá morrendo, quer chamar Deus? Quer que ele vá até você? Ele não vai não! É você que tem que ir até ele. A carne humana é uma carne podre. É a carne mais fedida que existe. Deus não vai no cemitério não. Lá tem osso, miséria e os vermes. Os vermes mais nojentos que existem. Lá está o demônio. Tem que se arrepender antes. Ir até Jesus agora, não é depois não.
Ele só foi ver Lázaro. Lázaro ele foi ver lá, apodrecido já, ninguém ia entrar lá, mas Jesus entrou. Falou: “Levanta, Lázaro!” e Lázaro levantou. Mas Lázaro já era de Deus. Deus não vai atrás de você no cemitério não. Quando chegar lá já era.
A pessoa ouve a gente falar, acha que é até um assalto. Isso aqui não é assalto não, o pessoal que tá entrando aí agora pode se acalmar. Isso aqui é a palavra de Deus. E Deus é amor, não é ódio não. Agora, você tem que ir até ele. Não adianta ficar: “ah… Meu Deus….” Ah, meu Deus? Ah, meu Deus tá lá de braços abertos. Você que tem que ir lá até ele.
Essas palavras são um remédio, pessoal. Isso cura câncer, cura caroço, cura tudo.
Mas é isso, pessoal. E faça uma pergunta para mim que eu vou responder. Pergunte para mim: “Por que? Por que eu estou buscando Jesus”? Porque Jesus morreu por mim. Você morreria por mim? Você? Você? Você? Você? (Apontando novamente o dedo para as pessoas ao redor).Pois é… Você mataria seu filho por mim? Pois é… Jesus morreu por mim. E Deus matou o filho dele por mim. Por você. Você não morreria por ninguém, mas Jesus morreu por você. É… Por isso que eu creio pessoal.
Quando chegar o fim, quem não escutou vai ter que passar pela dor. Não adianta se matar, mandar alguém matar você, pular do prédio, que Jesus vai levantar! Vai ter que passar pela dor! Deus vai levantar todo mundo! E todos vão enfrentar o julgamento. E vai ter pai que vai ver o filho subir e vai ficar, tem filho que vai ver o pai subir e vai ficar. Jesus disse que poucos serão escolhidos. O resto vai para o inferno, pessoal. O demônio vai levar. Vai levar e não é até amanhã não. É para todo o sempre da eternidade.
E tudo que você fez ele vai levantar da podridão do fundo da terra. Aquilo lá que você fez entre quatro paredes, Deus viu e ele vai levantar você, seu cadáver, seu corpo podre e fedido de debaixo da terra, e vai falar: “Oh lá o que você fez lá! Eu tava vendo, eu tava presente!”
Boa tarde pessoal. Deus ama vocês. Leiam a Bíblia!

***************

Depois disso tudo eu só queria dizer: Deus desculpa por aquele último domingo se você estava lá presente entre as quatro paredes do banheiro, foi a feijoada do dia anterior…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s